sábado, 2 de abril de 2011

"JIU-JITSU NÃO É BALLET ! " - entrevista mestre Rafael Carino

 Amigos, para inaugurar as postagens de nosso blog NOVA UNIÃO LARANJEIRAS - N.U.L. optamos por transcrever este bate-papo com nosso mestre. A conversa foi realizada sob um clima muito tranquilo durante um de nossos treinos em março de 2011.


Mestre Carino


Foi bem interessante, inclusive, o mestre surpreendeu o entrevistador ao revelar que dentre todo seu fabuloso cartel, a vitória mais importante se deu recentemente quando buscou no jiu-jitsu inspiração para superar problemas pessoais.

Surpreendente porque para quem o conhece, imaginaria que a vitória mais importante deveria ser um dos MMAs que conquistou, ou os mundiais de jiu-jitsu realizados decadas atrás. Não. Nada disso, ele preferiu se referir a um campeonato de bem menos importância para a grande mídia, do qual o pódium não trouxe prêmio financeiro algum, talvez só alguma foto e meia dúzia de cumprimentos dos amigos lá presentes.

Mas, intrigado com isso, escrevendo agora para os amigos, foi aí que o entrevistador percebeu que o mestre, ao responder a indagação, não falava mais jiu-jitsu, falava da vida, ou as duas coisas, porque, sem o saber, confessou que não importa o prêmio, o cartel, a divulgação, a glória, porque a maior vitória, a verdadeira, é aquela em que você se supera e se motiva a continuar lutando resistindo aos criatívos e implacáveis desafios da vida, mesmo que, nessas grandes vitórias estejamos sozinhos, longe da fama, do assédio fluído da imprensa esportiva, e, o que pode ser o pior, afastados de quem amamos. Do contrário, para que lutar?

Por último vale a pena ainda prestar atenção em tema polêmico no jiu-jitsu que o mestre responde com simplicidade e seu bom humor de costume, o uso da força.

É isso aí, leiam e, por favor, comentem.

Nossos treinos são no 4º andar da Academia Four Fitness, localizada na  Rua das Laranjeiras, 82 Laranjeiras - Rio de Janeiro - RJ (Tel.: (21) 2557-5266.

"Tamo junto"


**************************************************************************************************


Galera reunida na recente troca de faixas ocorrida em dez 2010 -
mestre Carino ao centro, no detalhe, entre prof Curupira e prof. Rocco

  1. Quando começou a fazer jiu-jitsu e se já praticou outras artes marciais antes?

M. Rafael Carino  - Comecei o jiu-jitsu em 1994 com o mestre André Pederneiras. Fiz muitas outras artes marciais, judô, na mesma época com Marco Aurélio e mestre Gama no fluminense; cheguei a treinar MMA com o Ruas vale-tudo, com o Beto Leitão,greco-romana, com Portinari, luta livre com o Eugênio Tadeu e também com o Hugo, boxe e muai-thay com Vagner Coelho e boxe com Geovani Diniz.

  1. N.U.L. - Qual sua experiência (cartel) enquanto lutador profissional?
M. Rafael Carino  - Tricampeão Mundial, Campeão Pan-americano na Califórnia, Vice-campeão Pan-americano no Hawai, 4 vezes Campeão Brasileiro, Tricampeão Estadual, e outros eventos de menos importância que os oficiais.

  1. N.U.L. - Qual o adversário mais difícil que enfrentou no jiu-jitsu? E a vitória que lhe deu maior prazer?
M. Rafael Carino  - Acredito que enfrentei vários adversários difíceis, mas não posso dizer um especificamente de jiu-jitsu, mas no vale-tudo houve o paraibano Pezão, em 2005, apesar de eu não estar bem física, psicologicamente, na época, foi mérito dele ter me vencido, é um grande lutador. Quanto à vitória que me deu maior prazer foi agora no Mundial do Rio onde fechei categoria pesadíssimo como campeão. Estava separado de minha ex-esposa, afastado e sentindo muita falta de meu filho, um marco num momento difícil que estava passando, difícil de superar psicologicamente.

  1. N.U.L. - Como surgiu a Nova União e também a Nova União Laranjeiras?
M. Rafael Carino  - A Nova União foi criada pelo mestre André Pederneiras e o mestre Wendel Alexander, tem uns 15 anos, justamente quando comecei em 1996 dar aula quando surgiu a Nova União Laranjeiras.


Uma de nossas muitas confraternizações.



  1. N.U.L. - É possível se afirmar que existam no jiu-jitsu, escolas? ou seja, academias que têm estilos bem diferente uma das outras? Como se enquadra a Nova União Laranjeiras nesse quadro?

M. Rafael Carino  - Com certeza existem várias escolas de jiu-jitsu, temos grandes escolas e acredito que a Nova União faz parte de uma dessas grandes escolas, umas escolas tem um jiu-jitsu moderno, outras um mais clássico, acho que a Nova União Laranjeiras engloba esses dois estilos,

  1. N.U.L. - O jiu-jitsu que se faz hoje é o mesmo do passado quando havia a hegemonia dos Gracie?

M. Rafael Carino  - O gracie jiu-jitsu era mais para defesa pessoal, para o vale tudo na época. Voltado para um combate que buscava mostrar a superioridade do jiu-jitsu sobre as outras artes marciais, hoje em dia, pode se dizer que evoluiu em técnicas, com regras, tempo nas competições, enfim, as regras que surgiram para o jiu-jitsu são os traços mais marcantes dessas diferenças de ontem e hoje.

  1. N.U.L. - Costuma se dizer que existe atleta de jiu-jitsu, professor de jiu-jitsu e mestre de jiu-jitsu, essas diferenças existem?

M. Rafael Carino  - Com certeza existe essa diferença. Temos o atleta, aquele que está preocupado, concentrado em competir, obter resultados, treinar o físico, o psicológico, ele busca superação, perfeição conquista de títulos. O professor é aquele cara que desenvolve o jiu-jitsu mundo a fora, vai ensinando, desenvolvendo técnicas e encontrando meios de passá-las para seus alunos, mestre é o cara que já passou por estas 2 fases, já foi atleta, já foi professor, e hoje em dia é um mestre, um cara completo com uma filosofia muito forte e busca passar isso para seus alunos, atletas.

Dois grandes amigos do mestre Carino sempre presentes nos eventos da academia,
campeão do MMA Marlon Sandro (esquerda)  e o prof. Curupira (direita)


  1. N.U.L. - O grande mestre Hélio Gracie afirmava que os campeonatos de Vale-Tudo serviam para difundir o jiu-jitsu, e evidenciar sua superioridade perante as artes marciais, hoje que ele já é mundialmente conhecido, a que propósito serve?

M. Rafael Carino  - Realmente, o jiu-jitsu foi difundido mundialmente através do vale-tudo, conhecido como MMA (Mixed Martial Arts), hoje em dia, continua demonstrando a verdadeira superioridade, como arte no solo. Todo atleta que luta MMA tem que treinar o solo, no chão é o jiu-jitsu que tem a melhor técnica entre as artes marciais para garantir o bom combate. Enfim, é importante porque o atleta tem o prazer de treinar, é uma arte marcial, difícil, um jogo de xadrez, você tem que treinar várias vertentes, buscar saída de várias situações previsíveis e imprevisíveis no combate.

  1. N.U.L. - Quando começou a fazer jiu-jitsu quem eram os grandes nomes do esporte?

M. Rafael Carino  - Quando comecei em 1994, era André Pederneiras, e continua em minha opinião sendo até hoje, um grande mestre, sou muito grato a ele, por tudo que me ensinou, além dele, os outros grandes nomes eram o Amauri Bitetti, Wallid Ismail, Libório, João Roque, Rickson Gracie, o Royler Gracie, Fabio Gurgel e Castelo branco.

  1. N.U.L. - Quem são hoje os grandes lutadores que representam a Nova União nos ringues e quais as características gerais de cada um?

M. Rafael Carino  - Aldo, hoje no ápice, topo da categoria, cara completo, um dos melhores do mundo, domina além do jiu-jitsu, muay-thai, boxe, wrestling, como disse o cara mais completo, depois, vem Shaolin, João Roque, este está mais devagar hoje, tá mais velho, temos o Tales Leite, Leo Santos, Walnei Fabiano, Robinho, Pimpolho, Marola, e por, último dois outros grande lutadores da atualidade Marlon Sandro e Rodolfo Marques que foram meus alunos entre tantos outros.

  1. N.U.L. - Existe idade ideal para se praticar jiu-jitsu?

M. Rafael Carino  - Olha eu acho que não tem idade, se o cara possuir condições físicas para agüentar o esforço que é praticar jiu-jitsu, não importa a idade dele.

  1. N.U.L. - No século das mulheres, existe lugar para elas também no jiu-jitsu?

M. Rafael Carino  - Certamente, as mulheres estão mostrando aí para o que vieram no jiu-jitsu, temos grandes competidoras, embelezam bastante o jiu-jitsu. Elas têm um grande potencial, hoje em dia temos um seleto grupo de faixas pretas com nome forte no mundo inteiro, isso é importante para um esporte de massas como hoje é o jiu-jitsu. Elas com certeza vêm literalmente lutando para abrir espaço e crescer.

Na Nova União Laranjeiras as mulheres estão "bombando" e ganhando medalhas



  1. N.U.L. - Qual foi ou é sua posição preferida no jiu-jitsu?

M. Rafael Carino  - A posição preferida sempre foi a montada, e onde eu me sinto muito bem, parto para finalização.

Mestre Carino partindo da montada para finalização no kata-gatami, detalhe do prof. Caruso no sufoco


galera da equipe e amigos sempre convidados para o treino de submission aos sábados de 10:00 às 11:30



  1. N.U.L. - Lenda ou fato o argumento de que o praticante de jiu-jitsu não precisa ter força?

M. Rafael Carino  - Discordo, precisa de força sim, isso é argumento dos praticantes mais leves que para superar suas dificuldades tentam compensá-las com mais técnica, mas ela sozinha não basta, tem que fazer força sim, jiu-jitsu é luta, não é ballet !


Diovani, parceiro que no 1º Aberto de Verão do Flamengo, levou o ouro,
 confirmando a técnica do mestre Carino aliada à força



Pingue-pongue:

  • André Pederneiras (Dedé):
M. Rafael Carino  - Meu mestre e segundo pai

  • Anderson Silva:
M. Rafael Carino  - Um dos melhores do mundo

  • Muhammad Ali:
M. Rafael Carino  - Melhor do mundo na sua época no boxe

  • Helio Gracie:
M. Rafael Carino  - O patriarca do jiu-jitsu

  • Flamengo:
M. Rafael Carino  - Minha paixão

  • Humildade:
 M. Rafael Carino  - Para toda vida

  • Ódio:
M. Rafael Carino  - Sentimento ruim

  • Medo:
 M. Rafael Carino  - Tem que ser tocado pela fé

  • Drogas:
M. Rafael Carino  - Tô fora

  • Verdade:
M. Rafael Carino  - sempre

4 comentários:

Rudá disse...

Grande entrevista!!! Genial...
Parabéns pela iniciativa do BLOG!!
Abraço.
Rudá

Renato disse...

vlw ruda....ve se aparece....abs

renato

Nova União Laranjeiras disse...

Comentário da Mirandinha que não foi publicado por problemas técnicos:

"Nossa que orgulho de ser uma integrante dessa equipe, onde encontrei pessoas boas de coração, uma equipe que passa confinça, alegria e a vontade de competir e levar o nome NOVA UNIÃO com orgulho!!! Adorei a entrevista do nosso mestre!!! Desde que entrei na equipe pude perceber o quão importante é para ele que nos tratemos como família, sem hierarquia de faixas e mesmo assim tem o respeito e a admiração de todos!!! Um grande abraço equipe!!!"

Valeu Mirandinha!

Wellness Taekwondo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.